Como FazerEmpreendedorismo

Como Mudar a Sua Mentalidade de Empregado Para de Empregador

Já pensou em construir seu próprio negócio? Se sim, acha que está pronto para a transição de empregado para empresário?

Para isso, você precisará “desaprender” o que significa ser um empregado.

Você perceberá, com isso, que não precisará compartilhar com os seus clientes tudo o que fez no seu negócio e muito menos deve ter uma postura “passiva” ou meramente executora. Ser empreendedor, afinal, é mudar a sua mentalidade.

Pergunte a qualquer empreendedor de sucesso e ele provavelmente lhe dirá que um dos maiores obstáculos para passar de empregado para empresário não é necessariamente o dinheiro, o compromisso, nem mesmo o suporte.

Empreender é muito mais do que apenas abrir uma empresa.

É uma transformação espiritual e emocional real que o leva de um modo de pensar preestabelecido a uma nova e inovadora mentalidade.

Um dos maiores desafios para o empregado que quer ser um empreendedor é mudanças no estilo de vida e o foco em objetivos, dentre outras experiências.

Lembre-se de que você não terá mais um chefe para dar ordens ou passar feedback.

Você precisa deixar para trás a crença de que deve depender de um cheque de pagamento, da aprovação de chefes e de colegas de trabalho.

Você estará mergulhando em um mundo de incerteza calculada, um mundo onde você deve confiar em si mesmo para avançar.

Tenha em mente, para começar, as seguintes premissas:

  • Você é chefe, não empregado.
  • Você toma as decisões.
  • Você determinará: quem faz, como se faz, quando se faz, onde se faz e por quanto!
  • Você define as políticas comerciais e as fiscaliza.

Dito isso, veja abaixo algumas formas de mudar a sua mentalidade de empregado para a de empregador:

Alimente-se do medo

Ser empregado é ser uma “engrenagem de um sistema”.

Quando se fala em sistema, quer-se dizer que o empregado age de forma predeterminada, ou seja, são lhe impostas formas para fazer as coisas.

Há frequentemente um pouco de medo nas ações do empregado, mas talvez não seja necessário admitir isso de forma tão intensa.

Ser empreendedor, de outro lado, é saber administrar o medo.

É, também, utilizá-lo como combustível para criar, trabalhar e inovar mais ao invés tratá-lo como obstáculo.

Encare as falhas como integrantes do sucesso

Certamente você cometeu erros como empregado, e alguns desses erros podem levar a uma temida – ou nem tão temida – demissão, certo?

Os erros não são muito populares no mundo dos negócios.

Eles geralmente são percebidos como custos financeiros, tempo e energia, então os vemos como ruins e tentamos, tanto quanto possível afastá-los, mesmo que isso envolva apontar os dedos e mudar a culpa.

Empresários devem saber avaliar erros como o caminho para o sucesso.

É somente quando você comete erros e aprende com eles é que se pode melhorar cada vez mais.

Tenha certeza de que grandes empreendedores falharam vez ou outra.

Aprenda com suas falhas e passe a pensar como empreendedor.

Corra riscos

O pensamento comum do empregado é “não correr riscos”.

A segurança traz a ele o pão de cada dia por meio do salário.

Já o empreendedor deve sofrer riscos calculados.

Arriscar faz parte da jornada para atingir o sucesso no negócio.

Aprenda constantemente

Um empregado pensa que deve saber tudo sobre a sua área de atuação, afinal de contas, foi por isso que ele foi contratado.

Os empresários, por sua vez, são aprendizes constantes.

Considerando que muitas vezes um requisito implícito é de que os funcionários “conheçam tudo” ou, pelo menos, finjam que sim, é importante começar a mudar sua mentalidade para a de uma figura que não tenha medo de admitir que tem muito a aprender.

Tenha como objetivo a sua jornada

Para o empregado, ser promovido ou recompensado de alguma forma é essencial para demonstrar o seu valor, entretanto o foco do empreendedor deve ser a sua jornada.

Sim, a jornada empresarial é um processo por si só.

Um processo que é construído sobre cada realização, cada falha e cada lição aprendida.

Tenha um propósito

Empreender é ter um propósito inicial que vai muito além de ficar rico ou fazer o seu próprio horário.

Foque no cliente e procure entregar a ele um produto ou serviço satisfatório e diferenciado.

Gerencie melhor o seu tempo

Para o empregado, trabalhar durante o período contratado deve ser efetivo.

Será que o empresário deve passar tanto tempo atuando no negócio ou deveria investir o seu tempo planejando em melhorar ou expandir o seu empreendimento?

Defina suas prioridades e assuma a responsabilidade

Ao ser um empregado, ou seja, ao ser executor das ideias dos outros (em regra), você pode até culpar o seu patrão pelas falhas, entretanto um empresário não pode se dar a esse “luxo”.

É seu negócio e você é o único que deve se responsabilizar por ele.

Tome iniciativa

Quando se é empregado, recebe-se a indicação do que fazer, mas quando se é empreendedor, não se pode esperar que as coisas aconteçam.

Ser empreendedor de sucesso exige a tomada de decisões frequentes, aliás.

Todas as manhãs você deve acordar com um plano, não apenas para a gestão diária do seu negócio, mas também para se aproximar de seus objetivos pessoais e profissionais.

Esteja pronto para sair da sua zona de conforto

Não há lugar para se esconder, e isso significa que de vez em quando você terá que fazer coisas de que não gosta.

A mentalidade empreendedora deve estar pronta para assumir o papel de cobrador de dívidas, daquele que impõe disciplina ou vende o produto ou serviço que cria.

Somente fazendo isso você irá além da mediocridade e alcançará a excelência.

Para de querer agradar os outros

O empregado, em geral, tenta agradar o patrão e a empresa.

Quando se é empreendedor, por outro lado, deve-se pensar em agradar apenas o público-alvo.

Como exemplo, o marketing de nicho é a chave para o sucesso nos dias de hoje, uma vez que o importante é criar uma marca pessoal reconhecível que o torne único no mercado e que assegure que a sua empresa se destaque da multidão.

Seja competitivo

Somente ao se estabelecer medidas de sucesso cada vez maiores você empurrará o seu negócio para a frente, mas não meça o seu sucesso comparando-se aos outros, pois isso pode levá-lo a tomar decisões erradas.

Depois de tudo o que vimos, será que é possível alguém adotar uma mentalidade empresarial depois de anos trabalhando para os outros?

Sim, é possível, mas você deve estar determinado e focado o suficiente.

Não tente se transformar de uma só vez. Vá trabalhando cada área aos poucos e sempre fique atento ao seu desempenho para que você fique mais consciente quando, por algum lapso, acabar retornando à antiga maneira de pensar.

Então, de forma consistente, com o passar do tempo, você descobrirá que sua mentalidade não é mais de um empregado, mas sim de um verdadeiro empreendedor.

[Total: 1    Média: 5/5]
Tags
Continuar Lendo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close