ListasPessoas

11 Erros Estúpidos Cometidos Por Pessoas Inteligentes

Todo mundo deve saber que inteligência, sozinha, não garante nada na vida.

Pessoas com QI alto, com boas formações e com conhecimento sobre os mais variados temas também cometem erros; os mesmos erros de quem não possui os mesmos dons ou até mesmo erros piores.

Levando em conta como a inteligência é valorizada, esses erros acabam chamando atenção extra, devido ao “potencial” de quem os cometeu.

E quanto mais bobo um erro acaba sendo, mais difícil pode ser para a pessoa inteligente aceitá-lo e superá-lo.

1. Gastam tempo pensando e não fazendo

As pessoas inteligentes geralmente tem grande capacidade analítica. Isso é bom em diversos aspectos, para encontrar possibilidades, avaliar riscos e então agir.

Com esse poder de análise, os inteligentes também acabam sendo bons planejadores. Tudo é calculado.

Mas o perigo mora justamente aí. Enquanto se gasta muito tempo calculando, pensando e analisando, a ação fica em segundo plano.

Planejamento e preparação são, sim, essenciais, mas não podem parar por aí.

É preciso saber a hora de parar de pensar e colocar a mão na massa.

2. Criam falhas na sua lógica própria

Pessoas inteligentes criam suas próprias formas de enxergar e lidar com as situações. Elas criam verdadeiras lógicas para a própria vida.

Na cabeça de uma pessoa inteligente, tudo pode tomar a forma de um sistema próprio, ignorando métodos e processos comuns que eles consideram menos eficientes ou apenas não funcionam para seu modo de pensar.

E nesse processo de analisar tudo sob uma ótica própria, falhas no processo aparecem.

Os inteligentes, acostumados a estarem certos, acabam sendo vítimas e não lidando nada bem com os próprios furos na sua lógica.

3. Esperam promoções ante de realizar o trabalho

Muitas vezes, as pessoas inteligentes erram por esperar a conquista chegar de acordo com o que eles próprios assumem sobre a posição que estão.

No trabalho, pessoas inteligentes costumam esperar uma promoção antes de, proativamente, terem realizado tarefas do próximo nível.

Como eles geralmente são bons profissionais e conseguem identificar a situação em que estão, eles deixam de ousar e de sair na frente mostrando o serviço para, de fato, merecer uma promoção.

4. Focar em coisas pequenas

Também como um reflexo da capacidade ultra analítica das pessoas inteligente, muitas vezes elas perdem o foco.

Enquanto se pensa muito sobre determinado assunto, muitas vezes, ao longo do caminho, dá para notar que aquela pessoa não está mais focando no que interessa, ou dedicando muita atenção a uma parte sem ter uma visão mais ampla do todo.

5. Subestimar o esforço necessário

Quando se tem capacidades acima da média, pessoas inteligentes podem cair no erro de menosprezar o esforço que gastariam em determinada empreitada.

Julgando a própria habilidade como bastante alta, essas pessoas acabam calculando mal o esforço necessário para realizar e conquistar algo.

A consequência disso pode ser desastrosa, pois tal fato só é descoberto tarde demais.

6. Falhas de comunicação

Com um grande volume e um fluxo intenso de informação e conhecimento, a cabeça de uma pessoa inteligente pode falhar – e muito – ao transformar isso em comunicação.

A comunicação é, basicamente, um tipo de inteligência que requer equilíbrio, clareza de pensamento e jogo de cintura. E comunicação, é claro, é feita em duas vias.

Não adianta nada sabermos exatamente o que queremos dizer se não o fizermos de forma que o receptor da mensagem entenderá.

7. Falhas ao delegar

Imagine que você seja uma pessoa bastante inteligente.

No seu trabalho e na sua vida, com frequência, você sente que as pessoas não acompanham seu raciocínio, seu tempo, seu modo de agir e de realizar coisas.

Pessoas inteligentes, diante dessa situação, costumam errar ao delegar tarefas.

Isso acontece por não acreditarem tanto no potencial de realização dos outros, elas acabam assumindo tarefas que deviam ser dos outros e, claro, prejudicando relacionamento com essas outras pessoas.

8. Vítimas da própria exaustão

Um grande risco sob o qual as pessoas inteligentes vivem é o de serem verdadeiras vítimas do próprio cansaço.

A inteligência motiva a cobrar muito, exigir muito de si mesmo, e não desligar o pensamento nem nas horas mais cruciais para a manutenção da saúde de alguém.

É preciso muito cuidado para não se dedicar apenas a ser alguém inteligente e, enquanto isso, descuidar da saúde mental e física.

9. Rejeitar feedbacks e opiniões

Todas as pessoas, em algum nível, encontram dificuldades pontuais em aceitar posições, opiniões e feedbacks diferentes do seu próprio.

No caso de pessoas inteligentes, elas tendem a exagerar nessa tendência, em vista da supervalorização da própria capacidade.

Pensando especificamente no ambiente de trabalho, tal fato prejudica muito um profissional.

Alguém que não está pronto para ouvir e digerir um feedback contrário demonstra imaturidade, falta de discernimento, insubordinação e outras características incompatíveis com as de um bom profissional.

10. Desistir diante de dificuldades

Pessoas inteligentes muitas vezes não saberão lidar com o fracasso.

A verdade cruel acontece dessa forma pois, simplesmente, eles não estão acostumados a encarar derrotas da mesma forma e com a mesma frequência que pessoas mais “medianas”.

Nem é preciso dizer quão nocivo isso é para uma pessoa, especialmente no ambiente de trabalho.

Desistir diante de falhas depõe muito contra a capacidade de alguém, demonstrando um dos piores tipos de fraqueza.

11. Menosprezar pessoas e ideias

Ser inteligente não torna ninguém superior. Isso serve como regra para lidar com pessoas, dentro e fora do trabalho, e com ideias.

Pessoas inteligentes devem tomar o cuidado de não deixar um bom, uma habilidade ou capacidade excelente “subir à cabeça”.

Vantagem: eles não erram duas vezes

Uma vantagem essencial que deve ser tirada como lição diante dos erros de pessoas inteligentes: eles não costumam errar duas vezes.

É justamente aí que, profissionalmente, todos devem buscar inteligência.

Para evitar erros, antes de mais nada, mas saber contorná-los e evitar recorrência.

Esse é o diferencial da pessoa inteligente de verdade.

[Total: 1    Média: 5/5]
Tags
Continuar Lendo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close