Gestão

O que é Benchmarking e Qual a sua Importância?

A Importância Estratégica do Benchmarking

As empresas utilizam o benchmarking como uma maneira de comparar determinadas métricas em relação a outras empresas na indústria.

Esta informação pode, então, ser utilizada para identificar falhas nos processos de uma organização, a fim de conseguir uma vantagem competitiva.

Neste artigo você irá aprender o que é benchmarking, analisar seus diferentes tipos, bem como as fases do processo.

No mundo dos negócios, as empresas utilizam o benchmarking como um ponto de referência.

Isso quer dizer que trata-se da prática de uma empresa comparar métricas importantes de suas operações com outras semelhantes.

O que é Benchmarking: Definição

Para entender o que é benchmarking, basta pensar no painel de um carro.

Nele, você pode verificar a velocidade, nível de combustível e temperatura.

Em um relatório de benchmark você será capaz de determinar rapidamente como anda a saúde do seu negócio.

Assim, é possível examinar coisas como receitas, despesas, quantidades de produção, produtividade dos funcionários, etc.

É possível realizar benchmarking em todos os tipos de empresas: as privadas, públicas, com ou sem fins lucrativos, incluindo as indústrias de tecnologia, educação e manufactoring.

Muitas empresas têm cargos ou setores responsáveis pela realização do benchmarking.

Esses cargos podem ter diversas denominações, tais como:

• Pesquisador institucional
• Oficial de informação
• Analista de informações
• Consultor
• Analista de negócios
• Investigador de mercado

As empresas utilizam o benchmarking como uma maneira de se tornarem mais competitivas.

Ao olharem como as outras empresas estão indo, elas são capazes de identificar áreas cujo desempenho encontra-se insatisfatório.

Além disso, são também capazes de identificar maneiras de melhorarem suas próprias operações sem ter que reinventar a roda, acelerando, assim, o processo de mudança, uma vez que podem utilizar os modelos das outras empresas para ajudar na orientação das suas mudanças.

Benchmarking x Análise dos Concorrentes

A análise dos concorrentes não deve se confundir com o benchmarking, e é importante entender a diferença entre os dois.

O tempo e os recursos disponíveis irão ajudá-lo a decidir qual ferramenta irá adicionar mais valor para o seu negócio.

A tabela a seguir representa algumas diferenças entre as duas práticas:

Diferenças entre Benchmarking e Análise dos Concorrentes

BenchmarkingAnálise dos Concorrentes
Concentra-se nas melhores práticas adotadasConcentra-se em medidas de desempenho
Esforço para melhoria contínuaProcura por solução rápida
Parceria para compartilhamento de informaçõesConsiderada espionagem corporativa por alguns
Necessário para manter uma vantagem competitivaSimplesmente “é bom ter”
Adaptação com base nas necessidades do cliente após melhor análiseTentativa de copiar outra empresa

Alguns dos diferentes tipos de benchmarking

Benchmarking vertical –  Este é um relatório de referência onde as empresas optam por olhar para uma empresa ou um conjunto de empresas que aspiram a ser como.

Ao escolher as empresas que estão liderando o mercado, elas podem identificar as melhores práticas que ajudam a melhorar a sua própria empresa.

Benchmarking horizontal – Este é um relatório de referência onde as empresas optam por olhar para empresas semelhantes a si mesmas.

Isso permite que se certifiquem de que estão se tornando competitivas com as empresas similares.

Análise SWOT Este é um tipo de relatório de avaliação comparativa onde as empresas reúnem dados ao focarem nos pontos fortes e pontos fracos, bem como nas oportunidades e ameaças externas para ajudar a compreender a sua situação perante a terceiros.

Benchmarking colaborativo – Este tipo de análise é realizada por um grupo.

Muitas indústrias têm associações das quais podem participar, tais como, a Associação dos Profissionais e Empresas de Tecnologia da Informação (APETI) e a Associação Brasileira de Educação (ABE).

Estas associações colaborativas permitem que seus membros forneçam informações para que, então, ela forneça o benchmarking, bem como outros relatórios importantes aos seus associados.

O processo de benchmarking

Fase um: Determinação do objetivo do benchmark – Durante esta fase, a empresa determina as especificidades do projeto de pesquisa.

(Por exemplo quais empresas serão incluídas na investigação e que tipo de métricas serão comparadas).

Fase dois: Planejamento e pesquisa – Durante esta fase, a empresa verifica quais recursos serão utilizados para a realização do projeto, por exemplo, realizando pesquisas, solicitando a colaboração de outras empresas, e encontrando bases de dados já disponíveis.

Fase três: Recolhimento de dados – Durante esta fase, os dados serão coletados por meio da metodologia determinada na fase de planejamento e pesquisa.

Fase quatro: Análise – Depois de reunir os dados, a empresa utiliza técnicas estatísticas para analisar e criar as descobertas.

Fase cinco: Recomendações – Depois de analisar os dados e as áreas onde a empresa pode melhorar, as recomendações são desenvolvidas.

Fase seis: Implementação – Depois de analisar as recomendações, a empresa implementa as que são viáveis.

Comparar o seu negócio com o do seu concorrente é essencial.

Caso não faça, você nunca saberá o quão bom está o seu desempenho no mercado ou se você executa uma tarefa melhor do que os demais.

Por exemplo, uma satisfação dos clientes de 85% pode parecer grande para você ao compará-lo com a média da sua indústria, mas e se algumas outras empresas (não necessariamente concorrentes) forem capazes de facilmente atingirem uma taxa de 97%?

Nesta situação, a sua taxa de satisfação de 85% não parece tão boa assim, não é mesmo?

É justamente para entender melhor a sua própria situação e melhorar o desempenho da empresa que os gerentes utilizam o benchmarking.

[Total: 1    Média: 5/5]
Tags
Continuar Lendo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close