GestãoListas

5 Passos Para Construir o Plano de Negócios Perfeito

Um dos primeiros conselhos absolutos para quem quer abrir um negócio é: tenha um plano de negócio elaborado. Bem elaborado, escrito e registrando tudo o que servirá de guia para o novo empreendimento.

Elaborar um plano de negócio pode parecer trabalhoso, mas não é nada mais do que um trabalho detalhado, organizado e que, com a dedicação e as percepções certas, não será difícil de fazer.

Resumidamente, um bom plano de negócios deve conter um sumário rápido do negócio, a lista e as descrições dos produtos/serviços prestados, uma análise do seu mercado, projeções financeiras, de marketing e vendas.

Não é difícil, inclusive, achar pela internet os mais diversos guias e roteiros para elaborar um plano de negócios completo.

Mesmo assim, vamos considerar alguns passos básicos para colocar a mão na massa e começar a escrever agora mesmo o plano de negócios perfeito:

Determine os objetivos

Um plano de negócios, mais do que na definição genérica e clássica de “guia com projeções para abrir um negócio”, pode ter vários objetivos. E como no dia a dia de qualquer negócio, toda atitude e decisão tomada devem ser guiadas por um propósito, um objetivo bem definido.

Ao escrever o seu plano de negócios, tenha em mente que ele deve ser adaptado de acordo com objetivos.

Se você pretende atrair investidores para viabilizar o negócio, participar de algum programa de aceleração ou viabilizar você mesmo o empreendimento, lembre-se que o plano deve ser direcionado de forma exclusiva para cada um dos objetivos.

Pesquise sem parar

Antes de começar a escrever de fato o plano de negócios, você precisa pesquisar. Pesquisar muito. Em números, pense que o ideal seria gastar o dobro do tempo pesquisando do que você pretende gastar escrevendo.

Faça tudo que for possível para conhecer muito profundamente seu público, o mercado no qual estará inserido, seus competidores no mercado e, claro, seu próprio produto. Só assim pare para escrever todas as informações e formalize o plano de negócios.

É sua responsabilidade e dever registrar todas as informações no plano com base em muita pesquisa, para evitar pedras no caminho quando o negócio estiver encaminhado.

Pense sempre no público-alvo

Uma necessidade básica de todas as empresas é a de conhecer, e muito bem, seu público-alvo. Seja para desenvolver uma estratégia de marketing, para desenvolver e direcionar produtos especiais para os consumidores, para manter a satisfação dos clientes, enfim: não dá para não trabalhar sempre tendo em mente o público-alvo.

Para escrever um bom plano de negócios, também é necessário ter em mente o público o tempo todo. Lembre-se que todo o seu trabalho tem, no fim das contas, o objetivo de satisfazer um grupo mais ou menos específico de pessoas no mercado.

Lembrar-se delas na hora de se planejar é essencial também para garantir, desde essa primeira etapa, que elas estarão felizes com o que seu negócio vai oferecer.

Trace o perfil da sua empresa

Na hora de colocar tudo no papel, será necessário identificar com o máximo de clareza do que se trata o seu negócio. Para isso, trace um perfil detalhado do que você pretende que a empresa seja.

Para traçar de forma correta e abrangente esse perfil, responda a algumas perguntas sobre os seus planos. O que sua empresa fará? Quem são os clientes que ela pretende atingir? O que seus produtos, serviços ou soluções estão propondo? Por que eles são relevantes? Que lugar você deseja ocupar no mercado.

Respondendo a perguntas como essas, você verá, no fim, como o perfil bem traçado da empresa diz muito sobre ela e torna fácil o entendimento do negócio como um todo, para quem quer que leia o plano de negócios.

Para facilitar o entendimento e servir de modelo, experimente visitar páginas de “Sobre” dos sites de empresas. É lá que essas perguntas estão respondidas.

Adapte para quem vai ler

Muitas pessoas distintas podem ler seu plano de negócios. Sócios (ou interessados em sociedade), possíveis investidores, possíveis colaboradores, consultores e analistas e por aí vai.

Mesmo que vários grupos de pessoas possam ler o documento, pense que é possível traçar todas essas possibilidades. Assim, é necessário também que o texto e os dados estejam adaptados e claros para cada um que pode ler o plano de negócios.

Investidores, por exemplo, prestarão mais atenção às projeções financeiras e de gerenciamento do negócio. Escreva essas partes se colocando no lugar desse público e faça com que os dados estejam objetivos, bem explicados e sejam, por fim, úteis e bem escritos.

Documente tudo

Esse passo é provavelmente o mais básico. Para ter um negócio em bom funcionamento, é importante que tudo seja devidamente documentado. Seja na vida útil da empresa ou antes mesmo de colocar as ideias no plano de negócio, não deixe de registrar todos os dados e informações coletados ao longo do processo.

Mais cedo ou mais tarde, toda informação pode ser útil, valiosa ou um diferencial, mesmo quando se menos imagina.

Extra: Explique por que você se importa

Empreender não é fácil. Na maioria das vezes, inclusive, quem resolve se aventurar no mundo do empreendedorismo o faz por paixão, movido por um sonho e acreditando muito naquela ideia. Lembre-se desses sentimentos na hora de escrever o plano de negócios e os transmita para o papel também.

Para quem vai ler, é importante entender a mensagem de que você se importa com aquele plano e fará o possível para que ele dê certo.

Seja para um sócio, um futuro colaborador, perceber essa mensagem no plano de negócios fará toda diferença na hora de analisar não só a viabilidade da sua ideia, mas para ajudar a optar ou não por embarcar na jornada com você.

[Total: 1    Média: 1/5]
Tags
Continuar Lendo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close