EmpreendedorismoListas

11 Coisas que Você Deve Fazer Antes de Pedir Demissão para Empreender

A decisão de pedir demissão para se tornar o seu próprio chefe não é fácil de ser tomada. Na verdade, é mais que isso: pedir demissão para se tornar um empreendedor é, na verdade, um processo.

Para quem se sente preso em seu trabalho atual, trabalhando em uma empresa de outros, tendo terceiros como chefes e subordinados, pedir demissão para empreender costuma ser um sonho.

E como a maioria dos sonhos, ele pode se tornar realidade, mas não será necessariamente fácil.

Por isso, antes de pedir demissão e abrir o próprio negócio, algumas coisas devem ser feitas.

Realizando certas tarefas antes da ousada decisão é possível prever, antecipar ou chegar perto de garantir o sucesso na nova empreitada.

Relacionado: Como Planejar Para Empreender Enquanto Trabalha em Outra Empresa

1. Trabalhe sua imagem

A imagem de um empreendedor conta muito. Ele terá que se inserir em um meio competitivo, onde boas relações contam muito e cada contato é importante.

Então, nada mais básico que trabalhar previamente na imagem que o empreendedor irá passar.

Essa tarefa passa desde a atualização do currículo – sim, por incrível que pareça -, até trabalhar no marketing pessoal, preocupando-se com a forma de se apresentar, conversar, conhecer pessoas e se relacionar com elas.

2. Organize a vida financeira

Empreender tem muito a ver com ousadia, como todos devem saber.

Por outro lado, não adianta mergulhar de cabeça em uma nova ideia de negócio sem ter se garantido razoavelmente no campo financeiro.

Antes de pedir demissão, organize suas finanças, controlando gastos, economizando e registrando entradas e saídas de renda.

Lá na frente, qualquer dificuldade pode ser minimizada ou evitada por causa disso.

Se lidar com dinheiro não é algo que o empreendedor tem muita habilidade em fazer, antes de pedir demissão é a hora de tentar se aprimorar nisso.

Vale criar planilhas, contas e poupanças para organizar dinheiro, cancelar cartões e cortar despesas desnecessárias.

3. Pesquise bastante

Não dá para mergulhar em nenhum empreendimento sem uma coisa essencial como informação.

Assim como não se deve comprar um carro ou fazer um investimento sem avaliar prós e contras, gastos e quaisquer impacto positivo ou negativo do negócio, empreender também é assim.

Antes de abrir um negócio, faça pesquisas por conta própria, procure ajuda especializada com consultores, faça você mesmo ou contrate pesquisas de mercado.

Informação é um bem valioso e pode, também, dar a segurança necessária para dar o próximo passo e entrar no mundo dos negócios. E isso leva exatamente ao próximo passo.

4. Valide a ideia de negócio

Abrir um negócio sem validar a ideia do mesmo previamente é um erro que leva muitos empreendedores para o buraco.

Uma pesquisa de validação de ideia faz toda a diferença para saber o mais básico que o empreendedor precisa: o negócio realmente irá funcionar?

Validar uma ideia de negócio não precisa ser difícil. Novamente, a dica é utilizar pesquisas de mercado para perguntar ao público se eles comprariam/contratariam o que você está vendendo.

Confira se o público pagaria aquilo que está pensando em cobrar. Pergunte o que eles esperam de um produto como o seu.

Se o resultado desse estudo for negativo, talvez seja hora de repensar o pedido de demissão e reformular a ideia de negócio.

5. Faça um plano infalível

Nessa etapa pré-empreendimento, planejamento é tudo.

Portanto, é imprescindível reservar um tempo para elaborar um plano de negócio matador, que cubra possibilidades diversas e reja sobre todo o negócio que será criado.

Novamente, muito estudo, dedicação e até a ajuda de profissionais de consultoria são o caminho do ouro.

Bons planos também estão ligados a outra coisa importante, que são os objetivos do empreendedor.

Ter objetivos bem definidos é essencial para ter foco e buscar (e alcançar) mais facilmente o sucesso.

Relacionado: 9 Motivos que Fazem os Bons Funcionários se Demitirem

6. Encontre mentores

Como tudo na vida, a experiência conta muito na jornada de um empreendedor.

Por isso, encontrar e confiar em mentores antes de empreender pode fazer muita diferença no sucesso de um empreendimento.

Mentores oferecem apoio emocional, ajudam a evitar que repita os mesmos erros que ele e ainda servem de consultores gratuitos.

Um mentor ajuda com bons conselhos vindos direto do que ele já viu, conheceu e sentiu. Aprendizado, nessa hora, é a palavra de ordem.

E mentores não são necessariamente distantes ou inalcançáveis.

Pode ser algum amigo que tem uma empresa, um familiar experiente, um colega ou chefe que você tem ou já teve, ou até um professor antigo com quem mantém contato.

Ouça, converse e procure aprender com quem já fez e sabe o que faz.

7. Seja independente

Antes de pedir demissão e empreender, faça uma pergunta internamente: está preparado para ser independente?

Faz parte do perfil de um empreendedor resolver seus próprios problemas, ter jogo de cintura e encarar qualquer desafio.

E para quem tem um trabalho fixo, essa auto análise deve ser um exercício antes de seguir em frente com o plano.

Caso ainda não haja segurança quanto à própria independência, não é preciso se desesperar.

Trabalhar a própria desenvoltura, postura e atitude é possível e um ótimo exercício.

8. Adote uma postura empreendedora

Quem pensa em sair do emprego para empreender já deve ter se encantado pelo modo de ser dos empreendedores. Destemidos, ousados, flexíveis, ágeis, enfim, são diversas características que se tornaram marca registrada desses ambiciosos profissionais.

Para fazer parte desse grupo, vale começar a trabalhar a própria postura para se adequar ao que pede o novo desafio.

E não precisa mesmo sair do trabalho atual ou da rotina para entrar no “modo empreendedor”.

É só trabalhar mentalmente, buscar conhecimento e tentar se relacionar com pessoas que já empreendem para penetrar mais fundo no mundo do empreendedorismo.

9. Comece a agir

Mesmo antes de pedir demissão para empreender, alguns pequenos trabalhos já podem ser adiantados.

Comprar um domínio de website, abrir contas no banco e criar perfis em redes sociais, trabalhar em apresentações para futuros sócios e investidores etc.

Muitas tarefas pequenas podem e devem ser feitas previamente. Assim o serviço fica adiantado e o empreendedor já começa, claro, a entrar no clima do novo desafio.

10. Mantenha uma atitude positiva

Se empreender requer ousadia, pode ter certeza que também requer uma atitude positiva.

Enfrentar situações sem medo, mergulhar em mercados competitivos e abrir mão de um emprego para ter o próprio negócio sempre tem prós, contras, oportunidades e dificuldades.

Uma atitude positiva ajuda a encarar todos esses e os demais desafios que vão aparecer no futuro. E se mesmo assim os resultados não forem os esperados…

11. Prepare-se para falhar

A verdade cruel do empreendedorismo é que ele pode falhar. E falha, com frequência.

Seguindo todos os passos acima, o risco de falha obviamente estará minimizado, mas ele ainda existe.

Por isso, é importante trabalhar também o psicológico para essa possibilidade.

Na pior das hipóteses, unindo essa mentalidade a uma boa atitude, fica mais fácil se levantar, sacudir a poeira e seguir em frente para o próximo desafio.

[Total: 1    Média: 5/5]
Tags
Continuar Lendo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock foi Detectado

Please consider supporting us by disabling your ad blocker